setembro 24, 2008

Se eu fosse menos desmedida e menos desnecessária

Se eu fosse menos desmedida e menos desnecessária, eu nunca ficaria bêbada. Não teria entrado para o clube dos haxinxins. Jamais teria dormido nos braços de Morfeu. Não teria me metido com os homens errados. Nunca teria perdido tempo me apaixonando perdidamente. Talvez me tivessem amado com sinceridade. Não teria tantos livros e os leria pela metade. Saberia que pesquisa fazer com tudo que passa pela minha cabeça. Teria dois livros publicados e um no prelo.

Em meu coração só passariam sentimentos sãos. Eu seria caridosa e menos arrogante. Só faria bondade a pessoas merecedoras. Nunca seria condescendente com os incompetentes e os incapazes. A contragosto deixaria de ser impiedosa com quem me apurrinha demais da conta. Não erraria sem rumo em busca de ser feliz. Teria planos bem feitos, passados a limpo e projetos executados. Nunca dormiria sem tomar banho. Meu cheirinho seria sempre bom. Seria rica, rodeada de amigos francos. Dançaria no quadro primavera de Botticelli, sem nunca ficar velha, nem gorda e nem feia.

2 comentários:

Clara disse...

Esta é a última canção que faço pra você...

Denise disse...

"se eu fosse menos desmedida e desnecessária" eu teria escrito esse texto incrível como vc!
"Se eu fosse menos desmedida e menos desnecessária" eu teria lido metade dos livros que vc leu pelas metades e sim, eu continuaria caindo nos braços de Morpheu!
Clara vc é incrível!
Acho que vc não sabe, mas eu sou sua fã!
.